Saiba tudo sobre o mais novo James Webb telescópio

Há muito tempo, nós seres humanos olhamos para cima para ver as estrelas. Isso deixou de ser feito de olho nu simplesmente olhando para cima, para chegarmos de perto para ver algumas. Mas hoje, com o James Webb telescópio, as coisas mudaram e passamos a ver muito maior do que imaginamos ter capacidade de ver um dia.

Quando tudo começou, as estrelas sempre foram extremamente cativantes. Olhar para cima e ver tantas luzes e também a lua sempre faz com que nos imaginássemos como tudo aquilo era, o que estava lá para ser visto. 

Perguntas infinitas, do jeitinho que a ciência gosta. E com o passar dos anos, fomos ficando bons em observar o espaço. Claro, somos insignificantes perante a infinitude em expansão do espaço, mas temos que olhar a situação por nossa ótica limitada, e nesse caso, estamos vendo mais do que a humanidade sequer sonhou em ver.

Para se ter ideia, aqueles telescópios para famílias, que se compra pela internet, já permitem que vejamos coisas que a ciência nem sonhava ser possível. Pessoas têm em suas casas coisas que já foram consideradas tecnologia de ponta inalcançável. 

Isso significa que nós avançamos muito, e nossos satélites já descobriram coisas incríveis, desde planetas parecidos com a Terra e muito distantes de nós, como outros sóis e até outras galáxias. Mas foi só recentemente que o colosso dos telescópios chegou até a gente.

Estamos falando, é claro, do James Webb telescópio. Você sem dúvida nenhuma já ouviu esse nome para todos os lados quando ele foi ativado, e provavelmente você pode ter ficado um pouco confuso sobre a notícia.

E pior, você pode não saber a importância que o James Webb telescópio tem, exatamente porque ninguém explicou direito o que estava acontecendo, dessa forma, a pessoa acaba perdendo o significado e o valor que isso teve para a ciência.

E para impedir que isso aconteça, nós estamos aqui hoje, e vamos explicar tudo o que para saber sobre o James Webb telescópio, sua importância para ciência e também como isso vai mudar a ciência para sempre. 

O que é o James Webb Telescópio?

Existem diversos satélites por aí, alguns lugares inclusive são visitáveis e tem satélites gigantescos, que permitem ao ser humano ver de muito longe. E isso levanta a dúvida: se já existem satélites gigantescos por aí, o que existe de especial com o James Webb Telescópio? A resposta é simples: cooperação.

Enquanto cada país tem seu próprio telescópio, da NASA, entrou em uma parceria gigantesca com diversas outras agências espaciais pelo planeta todo, a fim de criar o telescópio “supremo” e assim o fez.

Para se ter uma ideia vaga, o James Webb Telescópio consegue ver tão longe, mas tão longe, que ele é capaz de observar eventos distantes, como por exemplo a formação das primeiras galáxias há 13,4 bilhões de anos. 

Mas não é apenas isso, ele ainda é capaz de detalhar a composição de uma atmosfera de exoplanetas, e isso inclui aqueles que são potencialmente habitáveis. Isso pode nos ajudar a buscar novas informações sobre a origem da nossa própria vida, e com sorte, descobrir sobre outras vidas. 

james webb telescópio
Observando o universo e as estrelas. Imagem: Canva Pro.

Um projeto antigo

A ideia de ter um projeto desse funcionando não é de hoje, e a prova disso é que na verdade o James Webb Telescópio começou a ser projetado já em 1996. O que era difícil na época era conseguir boas parcerias, já que os anos 90 ainda eram anos tensos sobre relações internacionais.

Mas isso foi sendo trabalhado, e com o passar dos anos as agências foram acumulando mais conhecimento para tornar possível algo do tipo. Apesar disso, as agências que já estavam envolvidas na época eram confiantes, e acreditam que o telescópio seria lançado já em 2007, um pequeno erro de cálculos em relação ao seu real ano de lançamento mais de uma década depois dessa data. 

Principalmente porque no ano de 2005 houveram problemas com o projeto, erros que só poderiam ser resolvidos de verdade com um redesenho, o que atrasou o projeto no número de anos que vemos hoje. 

O James Webb telescópio, na verdade, ficou pronto somente no ano de 2016, mas não foi lançado logo depois. Depois de pronto ele passou por diversos testes, e foi testado até o seu lançamento recentemente

Como era um projeto de muitos anos, e muito investimento financeiro, a ideia é que ele fosse para o espaço com a certeza de que ele faria o trabalho direito e não daria defeito por lá, que seria um fracasso total e um revés gigantesco para a ciência. 

Quais agências se envolveram no projeto?

A NASA talvez seja a agência mãos famosa envolvida nesse projeto, e muito disso está ligado aos filmes que assistimos, mas existem outras agências tão importantes quanto ela que estão envolvidas.

Um bom exemplo é a ESA, Agência Espacial Europeia, bem como a CSA, Agência Espacial Canadense. Cada uma dessas oferece coisas diferentes para poder compor o todo que está sendo usado no projeto do James Webb telescópio.

Por exemplo, a ESA está entrando com o fornecimento de instrumentos PERSpec e também com o conjunto óptico do MIRI. Além disso, os europeus também estão ajudando com o foguete Ariane 5 e sua base de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa, bem como o pessoal necessário para que o lançamento acontecesse.

Já os canadenses, estão ajudando com o fornecimento de FGS/NORRIS, assim como parte própria do pessoal que trabalha no projeto. E com toda essa ajuda, o telescópio foi lançado em Baltimore, em Maryland, com o Instituto de Ciência do Telescópio Espacial ajudando e operando tudo.

Eles inclusive são responsáveis pela operação do Hubbie na terra, e ainda estão envolvidos também no Telescópio Especial Nancy Grace Roman, que vai ser lançado no ano de 2027.

james webb telescópio
Vendo o espaço através de um telescópio. Imagem: Canva Pro.

Em conclusão, o James Webb Telescópio, sem sombra de dúvidas, é um dos maiores avanços da história, e é importante sabermos tudo o que ele pode fazer por nós, já que quanto mais sabemos sobre nós e sobre o universo, mais poderemos ajudar as pessoas no futuro.

Rolar para cima